INSTITUCIONAL

VoltarNOTÍCIAS

Fundos captaram R$ 169 milhões na última semana
Fonte: Gazeta Mercantil | 14/06/2006

Os fundos de investimento registraram captação líquida de R$ 169,3 milhões na semana passada, entre os dias 5 e 9 de junho, para um patrimônio de R$ 677 bilhões, segundo dados divulgados pela consultoria Quantum. O levantamento exclui os fundos de recebíveis (com volume aproximado de R$ 14 bilhões) e os exclusivos que não divulgam cotas (que representam patrimônio superior a R$ 100 bilhões).

O maior fluxo de entradas foi verificado nas carteiras de renda fixa (geral), com R$ 1,5 bilhão. Em seguida, aparecem os fundos de previdência, com ingressos de R$ 128,93 milhões; cambiais, com R$ 10,56 milhões; e ações (ativo), R$ 5,52 milhões. Na contramão, os fundos híbridos, também conhecidos como multimercados, perderam R$ 716,7 milhões; os DI tiveram resgates de R$ 684,75 milhões; renda fixa (índices), saques de R$ 69,98 milhões; ações (setorial) e ações (índices), perdas de R$ 18,55 milhões e R$ 8,20 milhões, respectivamente.

No ranking das gestoras de recursos, segundo a Quantum, a Caixa Econômica Federal atraiu o maior volume de recursos na semana, o equivalente a R$ 1,28 bilhão. A BB DTVM captou R$ 229,29 milhões.

O movimento de queda da Bolsa resistiu na semana, afetando os fundos de ações, que tiveram as maiores quedas, apontou aQuantum. O Ibovespa recuou 7,56% e o IBX, R$ 8,73%. A categoria de ações (índice) teve perda de 8,16% e a setorial, menos 8,86%. Os multimercados ficaram praticamente estáveis (-0,03%). Os fundos de renda fixa renderam 0,26% (geral) e 0,24% (índices); já as carteiras DI tiveram retorno de 0,27%.

Desempenho em 2006

No ano, segundo o levantamento daQuantum, a captação é de R$ 27,8 bilhões. Os fundos de renda fixa (geral) também são destaque, com entradas de R$ 15,89 bilhões. Os multimercados registram ingressos de R$ 9,578 bilhões; os fundos de previdência, mais R$ 3,46 bilhões; ações (setorial), R$ 955,9 milhões; ações (ativo), R$ 693,59 milhões. 

Já os DI acumulam resgates de R$ 2,04 bilhões; os cambiais estão com perdas de R$ 490,3 milhões; os fundos de renda fixa (índices) têm saídas de R$ 150,5 milhões e ações (índice) registram saques equivalentes a R$ 135,3 milhões.

Os fundos cambias e os FIEX são os únicos que estão com rentabilidade negativa ao longo do ano, de 0,90% e 8,96%, respectivamente.