INSTITUCIONAL

VoltarNOTÍCIAS

Santander Banespa foca multimercado para atrair cliente do varejo
Fonte: Gazeta Mercantil | 02/08/2006

Com produtos diferenciados, a Santander Banespa Asset Management consolida-se como uma das principais gestoras de fundos multimercados para o varejo. Segundo o diretor Marcio Appel, a gestora tem pouco mais de R$ 3 bilhões em ativos sob gestão nesse segmento, o equivalente a uma fatia de 32% do mercado.

O cálculo leva em conta um grupo de 79 fundos acompanhados internamente pela Santander, pertencentes aos dez maiores administradores do varejo. O levantamento mostra ainda o BankBoston na segunda posição, com 20% de participação; seguido por HSBC (10%); Unibanco (9%), Itaú (8%), entre outros. "A concorrência (os grandes bancos de varejo) ainda não olhou muito para esse mercado."

Dados da consultoria Quantum mostram que os multimercados abertos para investidores em geral (exceto qualificados e institucionais), tanto de gestores ligados a bancos de varejo como independentes, reúnem patrimônio de aproximadamente R$ 30 bilhões, incluindo os fundos de cotas. Os multimercados, em geral, acumulavam volume de R$ 155,6 bilhões em 27 de julho, segundo a Anbid, uma participação de 18,7% dos R$ 831,9 bilhões de ativos totais da indústria de fundos.

O foco no segmento de multimercados foi a estratégia encontrada pela Santander para atrair clientes do varejo, conta Appel. Segundo ele, esse é um produto que pode agregar valor e levar o investidor a migrar de instituição. A decisão ocorreu em 2001 - naquela época, os ativos sob gestão em multimercados em geral somava R$ 1,2 bilhão. Em junho último, o patrimônio era de R$ 7,9 bilhões, o equivalente a 27% dos recursos geridos. "Crescemos quase sete vezes nesse nicho e o mercado, duas vezes", informa.

A história bem-sucedida da Santander é atribuída em grande parte aos produtos Multi Retorno, que combinam um fundo de cotas multimercado a um seguro. A primeira versão (Multi Retorno, que garantia o capital investido ao final de um ano) foi lançada em outubro de 2004 e teve três tranches, que captaram mais de R$ 400 milhões.

A segunda versão, batizada de Multi Retorno Mais (nesse caso, o seguro garante o rendimento da poupança ao final de dois anos), teve a primeira tranche em maio de 2005. No total, foram três. A última, que ficou aberta durante cinco semanas, entre 13 de fevereiro e 24 de março último, atraiu R$ 1,042 bilhão de 32,5 mil cotistas. Segundo Appel, o produto captou seis vezes mais que qualquer outro multimercado do varejo no mesmo período, mesmo considerando apenas o dinheiro novo.

A estratégia de focar a gestão em multimercados contribuiu ainda para levar a Santander a subir duas posições no ranking geral da indústria de fundos desde 2003, passando a sétima posição no final do ano passado. Hoje, com um patrimônio total de R$ 38,8 bilhões sob gestão, a Santander Banespa detém uma fatia de 4,5% do mercado.

O Brasil, informa Appel, é o sexto maior gestor de multimercados do mundo, com um volume de US$ 56 bilhões. Os Estados Unidos lideram com US$ 563 bilhões e a França aparece em seguida (US$ 296 bilhões). Considerando todos os tipos de fundos, o País cai para 12ª posição no ranking mundial.